Como podem ver estou fazendo algumas mudanças no fórum, por isso pode ficar um pouco instável ou bagudo ate que corrija todos os erros
Parceiros
Os membros mais ativos do mês
6 Mensagens - 21%
5 Mensagens - 18%
3 Mensagens - 11%
3 Mensagens - 11%
3 Mensagens - 11%
3 Mensagens - 11%
2 Mensagens - 7%
2 Mensagens - 7%
1 Mensagem - 4%
Carregando...

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Usuário Nível 2
Usuário Nível 2
Medalhas De Ouro: : 1
Sexo : Masculino
Mensagens : 275
Reputação : 0
Idade : 21
Ver perfil do usuáriohttp://dakayaroshy.blogspot.com

World of Masked Man (one-shot)

em 1/9/2012, 4:29 pm
Sinopse:

Sven, após perder seu amigo, tenta se tronar mangaká sozinho, mas tem problemas na
criação da estória. Decide então deixar para inventá-la depois de sua viagem ao Japão.
Mas no meio da viagem acontece algom inesperado que parece mudar tudo e ele é levado
à um mundo que um homem mascarado o guia até o objetivo de Sven. Lá ele saberá o que
precisa para se tornar mangaká. Mas algo ainda mais inesperdo acontece no final...

World of Masked Man:


Pagina 1

Um prédio, antiga construção, em um bairro de predominância alemã.
Uma sala meio escura, iluminada por algumas luminárias.
Vários papéis amassados jogados à lixeira, maioria fora dela.
Um bico de pena G, com a ponta suja de nanquim.
Uma mão pálida segura um bico de pena de cabo prateado.
Um homem de aparentemente 26 anos, pele pálida e cabelos negros, uma expressão prolixa seu rosto esboça, segura seu bico de pena em direção ao papel. (Nota:: Prolixa: Grosseira, tensa.)
“Sven segura sua pena em direção ao papel... Algo genial sairá...?”
Sven [pensamento]: Minhas idéias parecem que se diluíram na chuva de ontem

Ele encosta o bico de pena no papel.

Sven [pensamento]: Depois de anos de tentativa, uma porta se abre para a conclusão do meu sonho, consegui marcar uma reunião com uma editora de mangás japonesa, mas...

Ele pressiona a pena no papel, fazendo com que as pontas se abram.
Bruscamente ele move o braço para o lado, fazendo um risco no papel, e lançando o bico de pena na parede.

Sven [gritando]: A idéia não sai!!

Pagina 2

Sven se levanta da cadeira.
Coloca seus papéis dentro de uma pasta e busca o bico de pena

Sven [pensamento]: Não posso que estressar assim... Com certeza a idéia virá...

Ele guarda seus materiais e enfia algumas roupas dentro da bolsa.
Deita-se na cama. Seus olhos estão carregados de olheiras.

Página 3

Sven [pensamento]: Amanhã é o meu vôo, quando chegar lá no Japão eu pensarei em algo, e farei o melhor de todos os mangás... E então o autor Sven, eu, será conhecido por todo o mundo...

Ele está deitado na cama e acima tem uma janela, o céu mostra ser de noite. Um abajur está aceso ao lado de sua cama, em cima de uma mesa de cabeceira.
Ele desliga a luz do abajur.
Ele não consegue dormir.
Pela janela pode-se ver o céu amanhecer
O despertador toca.
Ele se levanta.
Dirige-se até um banheiro.

Página 4

Lava o rosto que parece cansado.
Sven [pensamento]: Droga!... Não durmo há dias. Passo as noites pensando em algo bom... Parece que toda a minha criatividade morreu.

Mostra um céu nublado, desce uma chuva meio fraca.
Sven se encontra já dentro do avião, e anda nos corredores com um folheto na mão.

Sven [olhando de um lado para o outro]: Poltrona 16... 16... Poltrona...

Ele para em e vê sua poltrona, é a do canto.
Senta-se e olha pela janelinha.
Logo todo o avião está cheio.

Página 5

O Avião decola.
Está no ar.
Sven está usando seus fones de ouvido.

Sven [pensamento]: História, um bom storyboard... Desenhos não serão um problema... Storyboard já tenho certa experiência, fazia rascunhos e os desenhava... Mas a história, desde que meu amigo Stephan adoeceu e morreu, não tem ninguém que tenha uma idéia genial como as dele...

Começa a chover forte.
O avião dá uma tremida.
Sven olha para o lado e vê algumas pessoas inquietas. Despreocupado volta para seus pensamentos.

Sven [pensamento]: Agora que não tenho um roteirista tenho que criar minha própria estória e concluir o meu sonho e de Stephan... Tenho que concluir o que queríamos com todas as forças desde adolescentes...

Pagina 6

Lembrança de Sven:
Um adolescente, Sven, sentado na mesa da sala de aula. Um desenho ele fez em seu caderno.
Um menino, Stephan, de cabelos castanhos esverdeados e olhos verdes, o observa e se aproxima, para ver o que Sven faz.

Stephan [surpreso]: Incrível!!
Sven [se surpreende também]: O que?!
Stephan: Seus desenhos são incríveis!!
Sven: V-você acha mesmo?!
“Depois disso já éramos amigos inseparáveis...”

Sven segura umas folhas de caderno, está lendo algo.
Arregala os olhos.

Sven: Cara você fez uma história muito...
Stephan: Vai diz!
Sven: Incrível! Com certeza seremos mangakás com isso!
Stephan: Sim!! Seremos os melhores!! Sven e Stephan os melhores...

Os dois sorriem com muita felicidade.
“Quando completamos 20 anos, Stephan pegou uma gripe e faleceu... Ano passado eu consegui marcar com um editor... Então vou...”

Pagina 7

Os pensamentos de Sven são interrompidos pro um estrondo, que até ele se assusta.
Um raio acabara de atingir uma das turbinas do avião.

Alto-falante: Acalmem-se, uma das turbinas foi atingida por um raio, mas logo faremos um pouso de emergência, não há motivos de pânico.

Quando desligado o alto-falante solta um barulho perturbador.
Dentro da cabine o Piloto e Co-piloto conversam.

Piloto: Droga é impossível nos mantermos no ar, estamos sobrevoando terra, certo? Faremos um pouso rápido!!
Co-piloto: Sim estamos sobrevoando uma região terrestre, e de acordo com o radar estamos em...

As luzes se apagam, o avião está totalmente apagado.
Outro estrondo é ouvido e o avião começa a cair.
As pessoas gritam. Uns se levantam desesperados.

Página 8

Sven está totalmente em choque

Sven [pensamento]: Mas... Eu tenho que completar o objetivo... Ser Mangaká... Eu vou honrar a morte de Stephan... Eu...

O avião desce a uma velocidade imensamente monstruosa. As pessoas começam a sair do chão e se chocarem com o teto e com o fundo do avião.

Sven [grita]: Não!!

O avião se choca diretamente no chão, em uma montanha.
Logo três explosões acontecem consecutivamente.
Tudo se torna silêncio para Sven e a cor do fogo se converte em branco.
Sven acorda em um lugar que não há nada além da cor branca. Ele não tem noção de tempo e espaço, todas essas informações podem-se ser distinguir facilmente em sua expressão facial.

Voz: Olá

Página 9

Sven se vira e vê um homem que utiliza em frente de seu rosto uma máscara. Sua roupa não se pode distinguir a cor, parece ser todas ao mesmo tempo.

Sven [pensamento]: Essa voz me parece familiar... [agora ele fala confuso] Mas o que houve? As outras pessoas do avião... O acidente... Que lugar é esse?
Mascarado: Você morreu...

A mensagem chega como um soco, aos ouvidos de Sven.

Sven: Mor... Ah... Entendo... Existe mesmo... A Vida após a morte...
Mascarado: Correto rapaz astuto. O que não existe é a morte. A morte é apenas uma superstição criada pelos sagazes humanos.
Sven [chorando após entender totalmente o q está havendo]: Não entendo... Achei que minha missão era realizar o sonho meu e do meu amigo Stephan, mas então eu morro em um acidente de avião...
Mascarado: Você ainda realizará seu sonho.
Sven [começando a se irritar]: Mas como?! Eu estou morto!!

O homem de máscara ignora.

Página 10

Mascarado: Eu fui escolhido para ser seu guia e levá-lo por este caminho até seu objetivo.
Sven [gritando]: Guia!? Você está louco?! Vai levar aonde, em que objetivo? E por qual caminho? Aqui não tem nada! [a voz dela ecoa]
Mascarado: Seu objeto é o que você precisa para realizar seu sonho e o caminho é aquele...

O mascarado aponta para trás de Sven e ele se vira. Todo o branco houvera sido preenchido pela natureza perfeita. Cores que nunca já mais alguém houvera visto estava agora espalhada em flores à beira de uma estrada. No fim desta longa estrada havia uma pequena casa. Além de algumas flores na beira da estrada só havia campo vazio de grama. Não se podia ver árvores ou povoamento, apenas o infinito campo gramado.

Sven [surpresíssimo]: V-você... Mas... Estava...
Mascarado: Apenas me siga.

O mascarado começa a andar e Sven segue atrás

Página 11


Eles passaram 15 minutos caminhando em total silêncio. Sven apenas vislumbrava a beleza de algumas poucas flores e fez algo que não fazia há tempos: pensou em nada.
Então ele viu uma moeda de ouro no chão.
Sven: Opa! Isso vale bastante dinheiro...
Mascarado: Ignore.
Sven: Mas...
Mascarado: Ignore. Você não precisa disso.

Sven continua sua caminhada, ainda com raiva de o tal homem de máscara ter-lhe impedido de pegar aquela moeda esquecida em meio à estrada.
Cinco minutos se passam e, um velho se apoiando em um cajado, passa atravessando a estrada.
Ele para e se vira para Sven e o moço mascarado.

Velho [com uma voz fraca e doente]: Meu jovem não tem nenhum dinheiro para doar-me não? Estou precisando, por favor, ajude-me...
Sven: Desculpe-me meu senhor, morri e todo o meu dinheiro ficou no outro mundo.

Página 12

O velho pareceu ignorar e continuou a atravessar.

Sven [diz baixinho]: Aquela moeda lá atrás!
Mascarado: Você não pode voltar no seu caminho.
Sven: Tudo bem, não voltarei. Só vou avisar o velho.
Mascarado: Ignore-o.
Sven: Não posso ignorar isso.

Sven anda até o velho e coloca a mão sobre o ombro dele.
Apontou para a direção da moeda.

Sven: Senhor ali há uma moeda de ouro, aposto que vai ajudá-lo bastante.
Velho: Sai daqui, me deixe em paz!!

O velho empurra Sven com força fazendo com que ele caia e afunde no gramado. Sven consegue se segurar em uma raiz. Abaixo dele só havia escuridão

Sven [berra]: Huaaaaaaaaaaaa!!

Página 13

Ele houve uma voz familiar, a voz de seu guia, o homem de máscara no rosto.

Mascarado: Tenha força, você consegue se levantar. Não caia.
Sven [geme]: Urgh!

Ele serra os olhos e põe toda sua força e começa a subir pela raiz.
Quando abre os olhos já está de pé na estrada.

Sven [assustado]: O que é isso?! Eu estava caindo aonde?!
Mascarado: Aquilo é o que os humanos sagazes chamam de “fundo do poço”.
Sven [pensamento]: Fundo do poço... [fala agora] Mas aquele velho desgraçado, eu tentei ajudar, mas que...
Mascarado: Para completar seu objetivo há vezes que devemos deixar as pessoas irem, para que elas nos deixem ir. A liberdade é essencial para a realização de um sonho.
Sven [pensa]: Liberdade... [agora fala] Você é um baita de um filósofo, hein homem mascarado?
Página 14

Ele o ignora e eles continuam a caminhada em silêncio.
O sol é forte e Sven está cansado.
Ele avista uma árvore frutífera e de folhas vermelhas.

Sven: Vou sentar um pouco ali
Mascarado: Não perca tempo
Sven: Só vou descansar

Ele senta na sombra e pega uma fruta.

Mascarado: Não a coma.
Sven: Estou com fome, qual o problema?

Sven a come.

Mascarado: Esta é uma árvore demônio.

Sven arregala os olhos e se levanta.
A árvore se move e arranca as próprias raízes do chão.

Sven: Por que não me disse antes?
Mascarado [ignorando]: Você comeu algo dela, agora ela comerá algo seu. Demônios preferem se alimentar de...
Sven [grita]: Almas humanas! Eu sei!

Ele começa a correr e a árvore, com uma boca enorme corre atrás.
Sven berra de medo.

Página 15

Mascarado: Enfrente seus demônios.

Sven para e se vira para a árvore demônio.

Sven [pensa]: ... Enfrentar meus demônios...

Ele, com todas as forças, berra, e a árvore se desintegra por completo no ar.

Mascarado: Apenas os enfrentando poderá derrotá-los.

Quando volta a si percebe que caminha pela estrada.
Sven suspira.

Sven [pensa]: Tudo é muito simples...

Logo após uma curta caminhada eles a vistam a pequena e velha casa de madeira. Mas um precipício os separava de seus objetivos.
Sven: Como vamos passar por aqui agora, não posso ignorar e nem enfrentar, esse é um precipício...

Página 16

Ele olha o fundo tomado pela escuridão.
Sven [desanimado]: ... É impossível prosseguirmos... Todo o trabalho foi em vão.
Mascarado: Apenas salte sobre ele.

Sven: Ficou louco?! Deve ser uma distância de 10 metros no mínimo, e a profundidade nem pode ser calculada, se eu pular, eu morro.

Tem-se um tempo de silêncio.

Sven [ele começa a tomar distância]: Droga! Não tenho nada a perder... Lá vou eu!

Ele corre e salta fechando olhos de horror do resultado.
Para sua total surpresa ele toca no chão em alguns segundos.
Abre os olhos e se vira, e a única coisa que o separa do moço mascarado é uma insignificante rachadura no chão seco.

Página 17

Mascarado: A extensão do problema é de acordo com o seu ponto de vista. A realidade é formada pela percepção que tens dela.

Sven olha com os olhos felizes.

Sven: Agora eu entendo...

Ele se vira e vê a cabana.

Mascarado: Vá, abra. Olhe do que você necessita para realizar o seu tão querido sonho.

Sven abre a porta.
Dentro da cabana só avia a parte interna de suas paredes.
A cabana estava vazia por completo. Só ar a preenchia.
As lágrimas se descontrolavam nos olhos de Sven.

Mascarado: Aqui está o que você precisa...

Sven cai de joelhos e se põe a chorar mais ainda.

Página 18

Mascarado: Nada, nada mais você precisa. Apenas acorde e viva seu sonho. Acorde, apenas acorde...

Sven acorda assustado com uma voz feminina o chamando.

Sven [pensamento]: Entendo...
Aeromoça: Senhor, acorde, já chegou ao nosso objetivo, todos os passageiros já saíram do avião e restou só você.
Sven: Ah... Desculpe, e... Obrigado... [pensamento] Tudo, o acidente, a máscara, o caminho, a cabana... Não passavam de um sonho. Ou...

Ele desce do avião e respira fundo. Olha para o lado e avista um homem bem ao longe.
Um avião decolando assusta Sven e quando ele volta o olho o homem não está mais lá.

Sven: ... Era mais que um sonho. Agora me lembro da voz, agora eu enxergo o rosto que a máscara esconde... Stephan...
Página 19

9 dias depois.
Prédio da editora de mangás japonesa.
“O mangá foi feito, ele pensou em uma história, ou melhor...”

Sven sentado em uma mesa com um editor.

Sven: Olá, aqui está o manuscrito finalizado para avaliação.
Editor: Hum... Deixe-me ver...

Sven tira os papeis de dentro da pasta e entrega ao editor.
O editor vê a capa e lê o título.

Editor: Uhum... “World of Masker Man”, ou “Mundo do homem mascarado”... Título interessante para um mangá seinen... Vejamos o conteúdo...

Página 20

Capa do mangá com o editor segurando pelas beiradas.
Nela está ilustrado: um homem mascarado estendendo a mão para frente (posicionado no canto direito), e atrás segue um caminho com uma rachadura e no final do caminho uma casa de madeira. Também no meio do caminho há uma árvore e um velho dentado com uma bengala.

“... Sonhou a história.”
avatar
Usuário Nível 5
Usuário Nível 5
Sexo : Masculino
Mensagens : 725
Reputação : 8
Idade : 18
Localização : Rio de Janeiro
Comentários : Testando II :v
Ver perfil do usuário

Re: World of Masked Man (one-shot)

em 1/9/2012, 5:44 pm
Muito bom .

A leitura me prendeu , Detalhado aos minimos detalhes , fatos interessantes , etc..

sem mais palavras : ''A''

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________
                           .
avatar
Usuário Nível 2
Usuário Nível 2
Medalhas De Ouro: : 1
Sexo : Masculino
Mensagens : 275
Reputação : 0
Idade : 21
Ver perfil do usuáriohttp://dakayaroshy.blogspot.com

Re: World of Masked Man (one-shot)

em 7/9/2012, 9:35 pm
Sério?! vlw Brilho

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________
avatar
Avaliadores
Avaliadores
Sexo : Masculino
Mensagens : 528
Reputação : 12
Localização : SP
Ver perfil do usuário

Re: World of Masked Man (one-shot)

em 8/9/2012, 10:43 pm
cara,vc ta fazendo eu me apaixonar pelos seus roteiros né?

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________
avatar
Usuário Nível 2
Usuário Nível 2
Medalhas De Ouro: : 1
Sexo : Masculino
Mensagens : 275
Reputação : 0
Idade : 21
Ver perfil do usuáriohttp://dakayaroshy.blogspot.com

Re: World of Masked Man (one-shot)

em 8/9/2012, 10:58 pm
@Fujiko escreveu:cara,vc ta fazendo eu me apaixonar pelos seus roteiros né?

Brilho Brilho Vc não sabe como isso me estimula a escrever, muitos arigatos msm Like a Star @ heaven

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________
avatar
Usuário Nível 1
Usuário Nível 1
Sexo : Masculino
Mensagens : 110
Reputação : 0
Idade : 24
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: World of Masked Man (one-shot)

em 11/1/2013, 3:17 am
Oi Dariks! Hi
Cara sua história me fez entrar dentro dela Brilho , ela não é só uma história totalmente inventada, tem algumas partes que nos faz fantasiar mas tem coisas que existem na nossa vida, pode não podermos ver mas podemos sentir cat , como algumas partes que achei interessante, onde ele morre temporariamente e vê que existe vida após a morte , permanecendo no subconsciente ou no mundo Astral . Gostei também de algumas frases como essa que achei bem filosófica e profunda.

Mascarado: A extensão do problema é de acordo com o seu ponto de vista. A realidade é formada pela percepção que tens dela.

Para sua idade eu vejo que você é uma pessoa muito curiosa, gosta de aprender bastante coisa na vida olhando de vários ângulos nerd . Dariks sabe que você ta no caminho certo Cool , eu nem tenho como escrever mais coisas, só tenho que lhe da Parabéns!! Smile

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________
avatar
Usuário Nível 2
Usuário Nível 2
Medalhas De Ouro: : 1
Sexo : Masculino
Mensagens : 275
Reputação : 0
Idade : 21
Ver perfil do usuáriohttp://dakayaroshy.blogspot.com

Re: World of Masked Man (one-shot)

em 11/1/2013, 1:47 pm
Oh, cara, muito obrigado. Seu coentário medeixou emocionado cheers Você conseguiu captar exatamente o que eu queria passar com essa história.
Vlw mesmo, por ler e comentar.

Até Very Happy

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Conteúdo patrocinado

Re: World of Masked Man (one-shot)

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum